Veja como o COBIT 5 pode ajudá-lo no gerenciamento da TI em sua empresa

O COBIT 5 é a versão mais recente do framework de boas práticas que determina uma linguagem comum entre o time de tecnologia da informação e a administração de uma empresa, permitindo que metas comerciais sejam associadas a objetivos claros da TI.

A tecnologia exerce um papel cada vez mais importante no suporte às operações de empresas de qualquer tamanho ou setor, mas ainda existem dificuldades na integração dessa área tão técnica com os demais departamentos e, especialmente, a alta administração do negócio.

Neste artigo, vamos aprender melhor o que é o COBIT 5, como esse framework pode ser aplicado na prática e quais os benefícios em utilizá-lo. Confira!

O que é o COBIT 5?

COBIT é um acrônimo para o inglês Control Objectives for Information and Related Technologies, que pode ser traduzido como Objetivos de Controle para Tecnologia da Informação e Áreas Relacionadas.

Ele foi criado em 2006 pela ISACA, uma associação internacional focada no desenvolvimento de metodologias e certificações voltadas para a governança de TI. A sua última versão foi publicada em 2012 e recebe o nome de COBIT 5.

O COBIT é essencialmente um framework de boas práticas para a governança de TI, reconhecido globalmente e utilizado em inúmeras organizações como ferramenta para otimizar a geração de valor e estreitar o relacionamento entre a administração e a equipe de tecnologia da informação.

O conteúdo do COBIT é voltado para criar uma linguagem comum que integre os profissionais técnicos de TI com a administração do negócio, permitindo que os recursos tecnológicos sejam utilizados de forma mais clara e favorecendo a geração de valor.

E apesar de compartilhar de alguns princípios do ITIL, o COBIT não é um substituto para ele. Na verdade, os dois frameworks podem ser utilizados juntos e de forma integrada para que a organização consiga resultados melhores com a TI.

Enquanto o COBIT indica o que precisa ser controlado, o ITIL entrega processos que podem ser aplicados para que isso seja feito da melhor forma possível, por exemplo. Com isso, quando uma organização decide adotar tanto o COBIT como o ITIL, os resultados finais são potencialmente melhores.

Como gerar valor com o suporte do COBIT 5?

Um dos focos do COBIT é a entrega de valor. E o primeiro passo para que a TI de fato gere valor para o negócio é o alinhamento estratégico entre esse setor e a administração da empresa.

É muito importante que a equipe de tecnologia compreenda a operação da empresa para que possa dar suporte a ela da melhor forma possível. Ao mesmo tempo, os gestores devem ter ferramentas para apontar os esforços da TI na mesma direção que a organização como um todo.

Com os processos e técnicas descritas no COBIT é mais fácil aproximar a TI e a gestão, estabelecendo uma língua comum entre as duas áreas. E com um entendimento entre elas, a consequência é que fica mais fácil identificar quais são as reais demandas de tecnologia do negócio e como a TI pode solucionar esses problemas.

O resultado disso são clientes internos e externos mais satisfeitos e mais valor gerado.

O COBIT também está diretamente relacionado à redução da complexidade da estrutura organizacional da TI, pois um dos seus princípios é justamente a aplicação de uma estrutura única e integrada de governança, consolidando sistemas e métodos múltiplos.

Por que o COBIT é importante para a gestão de performance?

O que não pode ser medido não pode ser gerenciado. E muitas vezes a natureza técnica da TI faz com que até mesmo os gestores da área tenham dificuldades em estabelecer metas e métricas que possam ser utilizadas para aferir a performance dos times.

Um dos objetivos do COBIT é estabelecer mecanismos de controle e monitoramento para medir o desempenho e a performance da TI. E o framework entrega algumas ferramentas e facilitadores que permitem a elaboração das métricas e indicadores mais relevantes para o negócio.

Com métricas bem definidas e claras para todos envolvidos, mesmo quem não tem conhecimento técnico é capaz de avaliar o desempenho da TI e a sua colaboração para a geração de valor na empresa.

As diversas partes interessadas em uma empresa muitas vezes terão demandas diferentes e até divergentes. Para maximizar o potencial e a geração de valor do negócio, os gestores devem avaliar todas essas necessidades e os riscos, benefícios e recursos envolvidos na resolução delas.

Com o COBIT, é possível visualizar melhor essas variáveis e com isso fazer escolhas melhores, considerando não apenas a operação da TI mas quem será beneficiado por ela, quais os riscos disso e os recursos que serão necessários para essa escolha.

Como implementar o COBIT em uma empresa?

Para aplicar o COBIT em uma organização é preciso, antes de tudo, um investimento em treinamentos e capacitação dos profissionais que estarão envolvidos com a utilização da ferramenta, idealmente, tanto aqueles da TI como gestores de outras áreas que se integram com ela.

No próprio COBIT existem instruções para a implementação do framework na forma do ciclo de vida da implementação. Esse ciclo é melhor representado em uma forma gráfica que descreve os componentes de gestão do programa, capacitação da mudança e melhoria contínua. Cada um desses três componentes é decupado em 7 etapas, que formam um didático passo a passo para implementação da ferramenta.

Na primeira etapa, define-se o plano estratégico para a melhoria da governança de TI. Na segunda, é feito um diagnóstico do estado atual da TI da empresa.

A terceira etapa é o momento da definição das metas e do roteiro de implementação em si. Na quarta etapa, os envolvidos neste projeto são identificados e a implementação é efetivamente planejada.

Na quinta etapa, esse planejamento é executado e as melhorias são efetivamente implementadas, levando à sexta etapa, que é monitoramento da efetividade dessas novidades e a mensuração de resultados.

Por fim, a sétima etapa é o acompanhamento e a melhoria contínua. Com esse método, fica mais fácil superar os desafios usuais de implementações e minimizar a complexidade da novidade.

E agora que você já sabe o que é o COBIT 5 e como ele pode ajudar no gerenciamento de TI da empresa, que tal descobrir quais as diferenças entre esse framework e a biblioteca ITIL?

Acesse nosso ebook gratuito e descubra como esses dois frameworks podem agregar valor ao seu negócio:capa de ebook de cobit x itil com imagem formando um X separando a marca dos dois frameworks.

1 Response

  1. Olá! muito esclarecedor este post. Gostaria de saber se para utilizar o Cobit na minha empresa é necessário realizar algum pagamento para alguma instituição. Vi que posso comprar os cadernos do Cobit 5 em português como Pessoa Física, mas quero utilizar na empresa, ou seja, de forma comercial. Mas não posso ferir nenhuma lei ou regra de direitos comerciais. Obrigada!

Leave a comment