Outsourcing de TI como estratégia de negócio – Entenda essa questão

Nos últimos anos, muitas empresas têm adotado a terceirização de seus serviços em busca de mais competitividade e performance. As empresas de outsourcing de TI destacam-se por permitir uma redução rápida nos custos operacionais, maior escalabilidade dos times internos e flexibilização de rotinas. Assim, a companhia consegue direcionar mais recursos para a execução de atividades estratégicas, como o atendimento a demandas do mercado.

No ambiente de TI, não é diferente. O outsourcing de TI como estratégia de negócio está revolucionando a forma como companhias lidam com a gestão de seus ativos e a manutenção da infraestrutura responsável pela execução de processos tecnológicos. Assim, é possível fomentar a alta performance e a inovação.

Quer saber mais sobre o tema? Então, veja abaixo o nosso post!

O que é o outsourcing de TI

No ambiente de TI, o outsourcing é a prática de contratar o serviço de empresas para o planejamento e a execução das políticas de gestão do setor. Isso envolve o direcionamento para parceiros estratégicos de atividades como a manutenção de equipamentos, backup de arquivos e suporte ao usuário. Dessa forma, os profissionais internos podem focar em processos relacionados diretamente ao core business do negócio, como projetos estratégicos.

Quais são as vantagens desse modelo de serviços?

Investir em processos que tornam a sua empresa mais flexível e econômica é algo que todo gestor busca, especialmente no cenário atual. A economia nunca esteve tão competitiva, portanto, é crucial que as empresas tenham mecanismos para atender às demandas de clientes e parceiros comerciais em um ambiente de alta performance. Nesse sentido, o outsourcing de TI pode ser um dos passos para o negócio atingir esse objetivo — veja alguns motivos a seguir.

Possibilidade de cortar custos

No cenário atual, toda empresa precisa cortar custos para se manter competitiva. Ao terceirizar os serviços de TI, o empreendimento passa a ter gastos mais precisos com a área e, assim, necessitará de menos recursos para se manter operacional. Dessa forma, maiores serão as verbas disponíveis para novos investimentos e otimização de rotinas.

Maior foco nos processos críticos de TI

Um dos grandes desejos de gestores de TI de grandes empresas é a possibilidade de ter um maior foco em processos críticos. Em muitos cenários, o profissional que é responsável por essa área dedica boa parte do seu dia a dia à resolução de conflitos e processos repetitivos. Mas com o outsourcing de TI, tais atividades secundárias podem deixar de fazer parte da rotina da área.

Ao terceirizar os serviços de TI, a empresa garante que o seu time interno terá mais foco nos processos críticos. Isso levará a um grande aumento na qualidade dos serviços, uma vez que cada equipe ficará engajada em rotinas próprias. Assim, as escolhas tomadas e as soluções encontradas sempre apresentarão o maior alinhamento possível com aquilo que os usuários precisam.

Criação de equipes com maior escalabilidade

Um dos fatores que tornam o negócio mais competitivo é a sua agilidade em responder às demandas de clientes e parceiros comerciais. Quanto mais ágil o empreendimento for, maior será o número de resultados que ele poderá entregar e, consequentemente, maior será a sua lucratividade.

Nesse sentido, o outsourcing de TI é um serviço estratégico. Com ele, o time de TI poderá ser expandido rapidamente sempre que for necessário, uma vez que a contratação de novas pessoas é menos burocratizada.

Se o negócio precisa expandir sua infraestrutura ou migrar para um novo software quando fechar um novo contrato, por exemplo, isso não será um problema. A equipe será expandida rapidamente, o que evita atrasos e torna a entrega de serviços mais segura.

Acesso a profissionais com conhecimento especializado

Um bom time de TI tem conhecimentos técnicos moldados conforme as necessidades da empresa. O problema, em um cenário em que mudanças ocorrem rapidamente, é que esse é um fator que pode se modificar a qualquer momento. Portanto, a companhia deve ter a capacidade de alterar a composição da sua equipe com agilidade.

Isso é possível com a terceirização dos serviços de TI. A companhia poderá contratar profissionais especializados de forma ágil sempre que for necessário. Dessa forma, os times conseguirão atender com mais qualidade às demandas internas e, assim, impedir que a TI se torne um gargalo operacional.

Capa de ebook - guia para implantar um projeto de BPO (Outsourcing de TI)

Quais são os tipos de terceirização de serviços de TI que podem ser feitos?

Hoje, empresas que contratam serviços de outsourcing de TI podem escolher planos em três categorias.

Offshore outsourcing

Esse modelo é baseado na terceirização das atividades do setor de TI para uma empresa localizada em outro país. Geralmente, essa escolha é voltada para maximizar o retorno sobre o investimento, adotando o outsourcing em um país com custos trabalhistas menores do que os locais.

Onshore outsourcing

Os serviços de outsourcing onshore são aqueles que atuam localmente, no mesmo país da empresa contratante. Assim, busca-se eliminar barreiras culturais e linguísticas sem uma grande elevação dos custos operacionais.

Nearshore outsourcing

No modelo de outsourcing de TI nearshore, a companhia faz a contratação dos serviços de empresas que estão localizadas em um país próximo, com idioma semelhante e mesmo fuso horário. Assim, as diferenças impostas pelo modelo offshore são atenuadas e aproveita-se o cenário econômico mais vantajoso de nações vizinhas.

Implementando o outsourcing de TI no ambiente corporativo

A adoção do outsourcing de TI como estratégia de negócio deve envolver uma série de etapas e cuidados. Bem realizado, esse investimento torna a empresa mais eficaz, dinâmica e preparada para enfrentar os desafios do mercado. Confira abaixo alguns pontos a serem considerados antes de investir na terceirização de serviços de TI!

Reduzir e controlar custos

Um dos maiores motivos para empresas investirem no outsourcing é a necessidade de reduzir e ter um maior controle sobre os seus custos operacionais. E para esse objetivo ser atingido, é necessário que o gestor faça um bom planejamento das suas necessidades e metas de médio e longo prazo. Dessa forma, será possível delimitar corretamente o alcance dos serviços, evitando o desperdício de verbas.

Focar nas necessidades do negócio

Para maximizar o retorno sobre o investimento no outsourcing, uma boa estratégia é direcionar as suas atenções para as principais necessidades do negócio relacionadas à infraestrutura e aos serviços de TI. Se a companhia precisa de um time de suporte ao usuário mais flexível, por exemplo, a contratação deve ser feita com foco nessa área. Porém, se o empreendimento estiver realizando a migração para um novo software, a escolha dos profissionais será feita com foco em um perfil diferente de técnicos.

Buscar um parceiro alinhado ao perfil da empresa

Ao adotar o outsourcing de TI como estratégia de negócio, é crucial que a empresa faça a escolha de um parceiro que esteja alinhado ao seu perfil. Busque um prestador de serviços que tenha um time de profissionais com conhecimentos alinhados às necessidades do seu negócio. Dessa forma, você evitará a contratação de uma empresa que não pode atender plenamente às suas demandas internas.

Fazer um bom SLA

O SLA (Service Level Agreement, ou Acordo de Nível de Serviço, em português), é um documento em que estão assinaladas todas as obrigações do time de TI contratado e do contratador das atividades. Prazos, multas, métricas de desempenho e objetivos de médio e longo prazo são alguns dos fatores que podem ser inseridos no SLA.

Diante disso, faça um SLA com cuidado. Defina claramente todos os fatores envolvidos na prestação de serviço e comunique-os ao time de TI. Com isso, a empresa pode evitar uma série de problemas e ter a garantia de que contratou um serviço de qualidade.

Saber distribuir os recursos contratados

Saiba distribuir os recursos que a sua empresa contratou. Ao fazer uma avaliação sobre as capacidades do time de TI, defina uma rotina de trabalho em que os profissionais terceirizados atuem de maneira estratégica, solucionando problemas e evitando que a companhia tenha um mau funcionamento. Identifique gargalos e pontos que possam ser otimizados com o apoio de um parceiro estratégico, ampliando o seu retorno sobre o investimento.

O outsourcing de TI como estratégia de negócio

O outsourcing pode representar uma grande mudança na maneira como empresas lidam com a sua infraestrutura e os seus serviços de TI. Ao investir nesse serviço, a companhia ganha mais tempo para focar em atividades estratégicas, deixa de direcionar a sua atenção continuamente para apagar incêndios e, assim, pode criar estratégias de trabalho e metas mais ousadas. Em longo prazo, essa opção reduz custos e melhora a capacidade do setor de TI de atender a demandas externas.

Ao escolher entre as empresas de outsourcing de TI mais alinhadas às suas necessidades, a companhia conseguirá usar o outsourcing como uma estratégia de negócio. O time de técnicos e profissionais de suporte atuará lado a lado com outros setores, otimizando a maneira como a infraestrutura é utilizada, reduzindo o impacto causado por incidentes e integrando a tecnologia no dia a dia de todos os setores. Como consequência, a empresa poderá ampliar a sua competitividade por meio de um ambiente de trabalho de alta performance e inovação.

Gostou deste post e quer saber mais novidades do blog? Então, assine agora a nossa newsletter!

No Comments Yet.

Leave a comment