O que é NOC e como implantá-lo?

O setor de TI assumiu papel de protagonismo nas empresas. Hoje, sua performance é responsável por gerar valor para os negócios, o que torna ainda mais importante o planejamento estratégico do time. Por isso, o Network Operations Center (NOC) tem se tornado uma ferramenta fundamental.

Ainda assim, é natural deparar com algumas dúvidas. Afinal, o que é NOC e como ele funciona? Quais são seus benefícios? O que se deve fazer para implementá-lo na organização?

Não se preocupe! Reunimos, neste artigo, tudo o que você deve saber sobre o assunto. Confira!

O que é NOC?

O centro de operações de rede, ou NOC, é um local criado para executar o gerenciamento e o monitoramento dos eventos de TI. A partir da sua implementação, a empresa se torna capaz de controlar seus ativos tecnológicos e a rede com maior eficiência. Para isso, o NOC conta com uma infraestrutura e uma equipe própria.

Esse time trabalha com ferramentas desenvolvidas especificamente para gerenciar os alertas gerados pelos ativos de TI. Um exemplo prático disso é a capacidade de resposta antecipada a um possível problema de armazenamento.

De acordo com as configurações estabelecidas pelo NOC, um alerta é emitido quando o storage chega ao limite seguro de espaço ocupado. Assim, é possível tomar as medidas cabíveis antes que o sistema ultrapasse uma margem segura e corra o risco de ficar indisponível — o storage pode ser aumentado, por exemplo.

O NOC pode, ainda, executar manobras/scripts para estabilizar o sistema após incidentes, trabalhando em conjunto com os times de governança (gerenciamento, incidentes, problemas, liberações etc.). O resultado é uma série de benefícios significativos para a empresa.

Para começar, é possível realizar uma gestão de riscos mais eficiente, com acompanhamento constante. Os eventuais problemas são identificados em tempo hábil para que as medidas cabíveis sejam tomadas, minimizando-os.

Consequentemente, há uma importante redução de custos no setor e em toda a empresa. Qualquer erro pode custar caro! Em 2017, por exemplo, uma falha no serviço S3 da Amazon causou um prejuízo estimado em 160 milhões de dólares. Um NOC eficiente pode diminuir as chances de um incidente dessas proporções ou ao menos reduzir drasticamente os danos.

Além disso, deixa de ser necessário deslocar vários colaboradores para monitorar os recursos de TI. As ferramentas assumem esse processo, enquanto a equipe põe o foco em decisões estratégicas para otimizar o controle desses ativos, melhorando a performance operacional.

Genericamente, estamos falando de uma ferramenta que mantém a empresa precavida contra incidentes, mitigando as falhas e reduzindo o impacto das que ocorrerem.

Como implementar uma solução de NOC para a sua empresa?

O NOC é indicado para qualquer empresa que cresça a ponto de depender dos recursos de TI para gerar valor. A forma de implementação vai depender da sua estratégia operacional — se a empresa funciona 24 horas por dia, por exemplo, é necessário um NOC que a monitore de forma ininterrupta, sete dias por semana.

Por isso, daremos aqui algumas dicas para ajudar você nesse processo.

Estabeleça uma comunicação eficiente

É impossível implementar um NOC de sucesso sem que haja comunicação efetiva. Todos os departamentos precisam enxergar o NOC como um centro de inteligência dos recursos de TI, no qual as respostas para suas dúvidas estarão disponíveis. Por isso, o primeiro passo é garantir uma comunicação interna de qualidade.

Faça reuniões periódicas de follow-up e envolva nas discussões os gestores de ativos (gerentes de rede, de bancos de dados, de segurança da informação etc.). Para isso, eles devem contar com sistemas de alerta/notificação para possíveis erros nos recursos que controlam.

Invista em tecnologia para monitoramento

O Network Barometer Report de 2016 indica que redes monitoradas têm resposta 69% mais rápida e tempo de reparo 32% menor em relação às que não são gerenciadas. Por isso, o NOC deve funcionar 24 horas por dia e sete dias por semana identificando anomalias no comportamento da rede e enviando alertas quando necessário.

O sistema deve contar com notificações visuais ou sonoras, além de alcançar os gestores onde eles estiverem — seja por e-mail, seja por SMS ou demais comunicadores de smartphone, como o WhatsApp.

Reúna uma equipe

Não basta reunir profissionais de TI e esperar que os resultados venham. É fundamental designar um coordenador e um analista de operações/infraestrutura que conheçam servidores, redes e, mais precisamente, a estrutura da sua empresa.

O coordenador age como um facilitador nas tomadas de decisão em eventos identificados pelos analistas, além de indicar os responsáveis por cada ação que envolva o ativo de TI monitorado. Os analistas trabalham na comunicação e nos scripts que visam estabilizar o sistema em caso de incidentes.

Promova a capacitação da equipe

A capacitação da equipe é um fator crítico. Quanto mais eficientes forem os analistas, melhores os resultados do NOC na prevenção de falhas. Por isso, promova treinamentos técnicos específicos (bancos de dados, uso de recursos monitorados etc.).

Invista, também, no aprimoramento da execução dos processos internos, pois o NOC tende a torná-los mais dinâmicos. A rotina dos analistas deve ser otimizada — reduza, por exemplo, o fluxo de e-mails que tome muito tempo deles e crie treinamentos periódicos para que eles se mantenham atualizados.

E não se esqueça de investir em mecanismos para alinhamento rápido dos objetivos. Discuta atualizações do sistema e conscientize a todos assim que elas forem feitas — o tempo é um recurso fundamental para essa equipe.

Terceirizado ou interno? Qual a melhor opção de NOC?

Se a sua empresa já conta com uma equipe de TI relativamente grande, que adota práticas de monitoramento com sucesso, a implementação do NOC pode ser feita internamente. Entretanto, é sempre interessante contar com o apoio de uma consultoria com expertise e experiência no assunto.

Além de reduzir os custos com treinamentos e possíveis contratações, a terceirização permite que a sua equipe de TI se mantenha livre para focar a otimização dos seus processos. O monitoramento é assumido por uma empresa parceira que tem domínio e conhecimento aprofundado do tema.

Consequentemente, o planejamento estratégico se torna mais completo, a implementação é mais rápida e a execução entra em funcionamento com mais fluidez. As outras equipes são envolvidas, e a empresa entra em um processo gradativo de inovação no uso da tecnologia.

O NOC, como você pôde ver, é uma ferramenta poderosíssima. Faça uma avaliação das suas operações de TI e veja como ele pode revolucionar sua forma de lidar com a tecnologia na organização. Caso seja necessário, há especialistas no assunto que podem ajudar a sua empresa nessa fase de transição!

Gostou do post? Então, inscreva-se gratuitamente na nossa newsletter e receba mais conteúdos sobre tecnologia!

 

No Comments Yet.

Leave a comment