Hashgraph: o que é e qual sua importância para as empresas

Você conhece o Hashgraph? Essa nova forma de armazenar informações surgiu há alguns anos e tem como principal objetivo ser um registro de dados mais seguro, transparente e ágil. Além disso, ele tem um baixo custo de uso e pode ser personalizado conforme as demandas de uma empresa.

Flexível, essa tecnologia pode causar um grande impacto para companhias, tornando processos administrativos e financeiros mais eficazes. Quer saber como? Então continue a leitura e confira!

O que é o Hashgraph?

O Hashgraph é uma tecnologia que foi criada pela Swirlds, uma empresa texana fundada pelo Dr. Leemon Baird. Ele tem como principal objetivo ser uma alternativa ao Blockchain, o mecanismo de validação e registro de transações do Bitcoin. Em poucas palavras, ele pode ser definido como uma estrutura de dados e de algoritmos de consenso, tendo três princípios que orientam o seu desenvolvimento, que são:

  • rapidez: o Hashgraph possui suporte para registrar mais de 250 mil transações por segundo;
  • imparcialidade: com o apoio do processo de timestamp, o Hashgraph dá mais imparcialidade para registrar ações de usuários em que a ordem de envio é importante;
  • segurança: com o apoio de técnicas de tolerância a falhas bizantinas assíncronas, essa tecnologia torna os dados dos usuários muito mais seguros.

Juntos, esses princípios tornam o Hashgraph muito mais eficaz, escalável e seguro. Além disso, a capacidade de utilizar melhor os recursos computacionais torna a ferramenta mais inteligente e fácil de ser integrada a diferentes aplicações.

Para ser transparente e justo, o Hashgraph tem duas funcionalidades, a Gossip about Gossip e a Virtual Voting. Confira abaixo o que esses termos significam!

Gossip about Gossip

O Gossip about Gossip é uma funcionalidade feita para tornar o Hashgraph mais justo. No Hashgraph, cada nó pode espalhar as informações de transações (que podem ser de novos eventos ou de transações já autenticadas, que são chamadas de eventos) para blocos vizinhos escolhidos de maneira aleatória.

Esses vizinhos integram os dados recebidos com os registros enviados de outros nós em um novo evento. Essa informação é, então, enviada de maneira randômica para um novo bloco.

Esse processo continua até o momento em que todos os nós tenham recebido as mesmas informações criadas ou recebidas no começo da operação. Como esse processo utiliza um mecanismo convergente, os dados podem ser distribuídos com muito mais agilidade.

Virtual Voting

O mecanismo de Virtual Voting é utilizado para determinar se uma transação é autêntica. Para que isso seja possível, o nó avalia se a transação tem ao menos dois terços de toda a rede como "testemunha" da sua integridade. Assim, assumindo que menos de um terço da rede pode apresentar falhas (como atrasos e erros de envio de dados) no seu funcionamento, o Hashgraph torna a rede mais segura.

Juntos, o Virtual Voting e o Gossip about Gossip tornam o Hashgraph uma ferramenta ideal para vários cenários. Uma empresa que trabalha como corretora de ações e investimentos, por exemplo, possui um mecanismo mais transparente para validar o envio de pedidos de compra e venda de ativos. Assim, os seus investidores ganham mais segurança no seu dia a dia.

Qual a importância do Hashgraph para empresas?

O Hashgraph pode ser visto por empresas como uma nova forma de lidar com dados de maneira descentralizada. Dessa forma, ações de usuários podem ser registradas (como a venda de ações) com muito mais segurança e transparência.

A técnica de timestamp, por exemplo, permite que a empresa escolha mecanismos próprios para processar os dados. Isso torna o Hashgraph mais personalizável e flexível.

As regulações de velocidade de banda também tornam o Hashgraph mais eficaz. O registro de transações é feito conforme a capacidade do usuário em verificar cada uma delas. E como ele é fácil de ser escalado, a companhia pode garantir mais qualidade e performance para a sua infraestrutura sem comprometer custos.

Sempre que um bloco é adicionado, a sua ordem e adição ao ledger só é concluída após a maioria dos usuários confirmar a recepção do dado. Assim, limitadores e reguladores de velocidade de processamento são eliminados da ferramenta.

No entanto, o maior motivo para empresas utilizarem o Hashgraph está no seu potencial de reduzir gastos. Como ele não exige um mecanismo de consenso Proof-of-Work para ser utilizado, a quantidade de recursos operacionais necessária para a sua integração no dia a dia da companhia torna-se muito menor.

Isso afeta profundamente o impacto nos custos que a empresa possui para manter-se funcional. O consumo de energia, a vida útil da infraestrutura e até mesmo os gastos com refrigeração caem drasticamente, ampliando o retorno sobre o investimento.

Como as empresas já utilizam o Hashgraph no seu dia a dia?

O Hashgraph pode ser utilizado para diversos fins. Abaixo, destacamos com mais detalhes dois deles: o uso para distribuir conteúdos de mídia e o registro de pedidos de compra e venda de investimentos.

No primeiro caso, o Hashgraph pode ser encarado como um mecanismo inovador para a distribuição de conteúdos, como posts e música. A venda de músicas, por exemplo, é feita com mais agilidade.

Os artistas podem enviar os seus conteúdos direto para o seu público e receberem pagamentos de uma forma mais simples, privada e direta. Isso elimina intermediários, reduz custos e facilita a distribuição de conteúdos, combatendo, portanto, a pirataria.

Já uma empresa de investimentos pode utilizar o Hashgraph como uma forma mais precisa e transparente de verificar pedidos de compra e venda de ativos. Não há como usuários manipularem o sistema para priorizarem uma ordem de serviço diretamente: a única forma de uma pessoa ter mais velocidade no envio ou recebimento de um pagamento é obtendo uma conexão mais ágil.

Com outras tecnologias de registro de dados semelhantes, como o Blockchain, se duas pessoas tentarem comprar uma ação ao mesmo tempo e pelo mesmo valor, esse processo poderia ser manipulado com apenas um dos pedidos sendo adicionado à cadeia de blocos (ou tendo a sua adição postergada). Porém, no Hashgraph, não há como isso ocorrer. Os mecanismos de validação de informações funcionam de forma randômica e não há como alguém bloquear a inserção de um novo pedido no banco de dados.

Em resumo, o Hashgraph pode ser visto por empresas como um investimento estratégico. Ele torna companhias mais seguras, transparentes e inovadoras. Assim, a capacidade de profissionais buscarem oportunidades de negócio com serviços mais inteligentes e modernos torna-se muito maior.

Gostou dessa novidade? Então compartilhe o nosso post nas suas redes sociais e entre os seus contatos profissionais!

No Comments Yet.

Leave a comment