O mercado de TI garante o retorno sobre investimento no setor?

Ao longo dos últimos anos, a TI tomou um papel estratégico dentro de empresas de vários setores. A tecnologia passou a ser gradativamente integrada a todas as áreas do negócio, seja para reduzir custos ou melhorar a performance operacional de um setor. Isso permitiu que times aumentassem a sua produtividade e, com isso, atingissem as suas metas mais facilmente.

Diante desse cenário, é importante que a companhia saiba colocar a tecnologia em um papel estratégico. Impulsionando bons investimentos, alinhando estratégias e modificando as políticas internas, a companhia pode manter o ROI (Retorno sobre Investimento) do setor de TI em níveis elevados e, assim, maximizar o seu nível de competitividade.

Quer saber como isso é possível? Então veja o nosso post de hoje!

A importância da tecnologia para as empresas

A tecnologia já faz parte do nosso dia a dia. Soluções de TI foram integradas às nossas rotinas de exercícios, ao ambiente da saúde e aos nossos meios de transporte.

No ambiente corporativo, ferramentas de TI sempre estiveram presentes. Porém, foi nos últimos anos que elas ganharam destaque. Tecnologias como a computação na nuvem e tendências como a Internet das Coisas estão criando um ambiente mais integrado, convergente e dinâmico.

As novidades digitais que surgiram nos últimos anos contribuíram para uma grande mudança na maneira como realizamos os nossos processos diários. Agora, rotinas corporativas têm um nível de automação mais elevado, e o compartilhamento de dados é feito com segurança e menos cliques. Com isso, a empresa passou a ter mais controle sobre quem visualiza as suas informações e por quais meios isso é feito.

Já sistemas de gestão, ao lado de soluções de comunicação e armazenamento de arquivos, tornaram a integração e o acesso a informações mais ágil e preciso. Todos passaram a contar com ambientes centralizados para verificar dúvidas, capturar registros para a formulação de tarefas e avaliar a melhor forma de planejar algo. Assim, empresas tornam-se mais eficazes, evitam erros e passam a atuar com foco nas demandas de clientes.

Nesse cenário, negócios precisam adaptar-se rapidamente a uma nova realidade, em que rotinas são mais flexíveis e processos demandam menos tempo para serem executados. Operações de times devem ter mais mobilidade operacional e, junto a isso, a companhia deve criar normas de segurança para manter o time trabalhando com alto nível de produtividade sem que a infraestrutura de TI lide com ataques digitais.

E mais importante do que esses fatores, há a necessidade de criar um bom fluxo de investimentos. A empresa precisa realizar escolhas estratégicas, evitando que o negócio aplique os seus recursos em soluções que não estejam alinhadas com os seus planos de médio e longo prazo. Dessa forma, será possível maximizar os lucros obtidos com cada ferramenta e eliminar o desperdício de verbas.

Como manter o ROI do setor de TI sempre positivo

O ROI é o indicador utilizado por empresas para avaliar o retorno que será obtido com um investimento. Ele vai além dos ganhos financeiros e, no caso dos investimentos em TI, pode incluir melhorias nos índices de produtividade, redução de gargalos operacionais e aumento do engajamento de profissionais. Para que o negócio consiga realizar bons investimentos, essa métrica deve ser vista como uma parceira estratégica.

Para ser calculado, a companhia deve fazer uma análise das suas necessidades, do seu perfil e dos seus objetivos de médio e longo prazo. É importante verificar como a nova ferramenta será adaptada dentro do ambiente corporativo e quais benefícios são buscados com ela. Assim, a empresa pode gerar um cálculo mais preciso e eficiente.

Além disso, o negócio deve avaliar continuamente se os ganhos foram atingidos. Caso busque mais produtividade e um número menor de erros operacionais, o gestor deve verificar continuamente se isso foi atingido por meio de outros indicadores. Dessa forma, adaptações poderão ser feitas para que o investimento não se torne um fracasso.

Uma série de fatores influenciam no resultado final do ROI. O tempo de implementação, a quantidade de erros, os ganhos diretos em termos financeiros e o custo geral do investimento são alguns deles. É importante que a empresa saiba avaliar corretamente a importância deles e o impacto de cada um.

Tenha em mente que o ROI do setor de TI é um indicador flexível. O seu cálculo varia de acordo com a empresa, os objetivos do investimento e o perfil da ferramenta adquirida. Mas, feita da forma correta, a mensuração dessa métrica pode auxiliar o negócio a ter investimentos de sucesso e capazes de gerar competitividade a médio e longo prazo.

Principais investimentos em tecnologia para a área corporativa

Para manter investimentos que maximizem o ROI do setor de TI, a companhia deve estar atenta às principais oportunidades existentes na área. Soluções de cloud computing, por exemplo, aumentam a mobilidade de profissionais, tornam sistemas mais disponíveis e eliminam gastos com a manutenção de TI.

Já sistemas de gestão integrada (ERP) e de gerenciamento de consumidores (CRM) permitem que o negócio tenha acesso mais rápido e preciso a informações cruciais para os processos de venda, gestão e relacionamento com consumidores. Ambas as aplicações criam um ambiente para acesso centralizado a dados, reduzindo erros e otimizando rotinas de setores como os de vendas, logística e suporte ao cliente.

A Internet das Coisas amplia o nível de automação dentro do ambiente corporativo e, com isso, gera economia de recursos e mais tempo para profissionais focarem em sua atividade-fim. Processos são feitos automaticamente, eliminando a necessidade de profissionais estarem sempre atentos ao estado de um ambiente.

Já as ferramentas de análise de dados, como é o caso das baseadas no Big Data, ampliam o número de fatores que influenciam as rotinas de planejamento de mercado. A companhia poderá trabalhar com um elevado número de dados estruturados e não estruturados para definir as suas estratégias. Assim, o planejamento é feito com mais precisão e capacidade de gerar retorno financeiro.

Verificando como cada uma delas se adapta ao seu ambiente de trabalho e ao perfil do seu negócio, a companhia pode atuar lado a lado com profissionais de tecnologia para realizar investimentos de alto impacto. Isso maximizará o ROI do setor de TI, trazendo a área para dentro de todas as operações e melhorando continuamente a competitividade da empresa.

Quer receber mais dicas sobre tecnologia para o ambiente corporativo? Siga os nossos perfis no Facebook e no LinkedIn!

No Comments Yet.

Leave a comment