Governança de TI: como ela garante o sucesso de uma organização?

A governança de TI é uma ferramenta essencial para o sucesso de qualquer organização. Já faz algum tempo que a tecnologia da informação deixou de ser apenas uma área de suporte ao negócio para se tornar parte fundamental da estratégia e geração de valor de uma empresa.

Com relacionamentos estruturados, boas práticas, técnicas e, principalmente, uma abordagem diferente, a governança de TI favorece o diálogo e a sinergia entre as áreas de tecnologia e negócios de uma empresa, permitindo um alinhamento estratégico destes setores.

Neste artigo, explicaremos melhor o papel da governança de TI na empresa, qual o impacto dela no desempenho empresarial, os principais desafios e obstáculos encontrados na implementação e como ela deve ser utilizada como ferramenta estratégica. Boa leitura!

O papel da governança de TI na empresa

A principal responsabilidade de uma boa governança de TI é assegurar que este setor esteja plenamente alinhado com os objetivos de negócios da empresa. Por sua natureza técnica e constante transformação, a área de tecnologia sempre foi um desafio para gestões tradicionais.

Muitas vezes, a alta administração de uma empresa não é capaz de comunicar suas orientações com clareza efetiva para a equipe de TI, o que faz com que o potencial deste setor seja subaproveitado. Ao mesmo tempo, o departamento de tecnologia também encontra dificuldades em explicar seu trabalho para os gestores, dificultando a obtenção de investimentos e o reconhecimento da área.

O caminho para solucionar essa dissonância entre negócios e TI está em uma boa governança de TI.

Com ela, é estabelecida uma linguagem comum que aproxima a tecnologia da administração da empresa e facilita a comunicação entre esses universos distintos. Além disso, o relacionamento e integração entre diferentes áreas passa a ser estruturado, maximizando sua eficiência.

Ao ser implementada, a governança de TI também estabelece mecanismos de controle, monitoramento e mensuração de resultados para o time de tecnologia.

E isso assegura não apenas uma visão mais clara do trabalho realizado por essas equipes como também permite que gestores sem antecedentes técnicos consigam, de forma ampla, orientar e sugerir modificações nos processos de TI com algum embasamento, visando potencializar os resultados gerais da organização.

Portanto, a governança de TI exerce o papel de conector entre a gestão e a TI, permitindo que a empresa faça uso dos seus recursos tecnológicos de forma coordenada com os reais objetivos e a geração de valor do negócio.

Impactos da governança de TI no desempenho empresarial

Uma boa governança de TI gera impactos facilmente perceptíveis no desempenho empresarial e pode simbolizar uma importante vantagem competitiva de uma organização.

A aplicação de boas práticas reconhecidas no mercado, como o COBIT e o ITIL, agregam valor tanto no longo e médio prazo como também no curto. Além disso, a melhoria no relacionamento da TI com os demais setores e a alta administração é algo que é sentido de imediato e tende a melhorar à medida que a governança se desenvolve. Se quer saber mais sobre essas boas práticas, acesse o nosso ebook gratuito e entenda de vez as diferenças entre COBIT e ITIL:

capa de ebook de cobit x itil com imagem formando um X separando a marca dos dois frameworks.

Hoje, para uma organização conseguir explorar seu potencial ao máximo, é muito importante que a TI não seja apenas uma área de suporte para melhorar os recursos tecnológicos de forma quantitativa. Inovar é preciso e as empresas que investem nisso conseguem produzir mais com custos reduzidos.

E a inovação não é feita apenas de ousadia e sorte, ao contrário do que muitas pessoas acreditam. Para uma organização inovar é preciso investir em pessoas, tecnologias, conhecimentos e seguir um processo estruturado para tal. A governança de TI fornece todas as ferramentas para que isso seja realizado.

Desafios e obstáculos da governança de TI

O principal desafio para implementação de uma governança de TI é cultural. Como ela envolve a estruturação de processos seguindo boas práticas que muitas vezes serão oriundas de uma fonte de conhecimento externo, é esperado que exista uma resistência de parte da equipe.

Para superar esse obstáculo, é preciso investir em treinamentos e capacitação da equipe, uma comunicação interna eficiente e implementar as novidades em etapa, preferencialmente com o suporte de uma consultoria especializada.

A consultoria também pode auxiliar a empresa a vencer outros desafios comuns. E um dos  principais envolve a dificuldade de algumas organizações em perceber que nem sempre a resposta para suas demandas de tecnologia será em um processo simples e direto.

Com os indicadores de desempenho e a mensuração de performance que fazem parte de uma boa governança de TI, é mais fácil perceber o que gera mais resultados e para onde investimentos devem ser direcionados.

Mas esse controle aprimorado pode gerar uma percepção falha de que toda vez que um erro ou fracasso acontece, é preciso mudar a direção de um processo. Muitas vezes, tanto na TI como em outros setores, o desenvolvimento de um resultado efetivo envolve um processo com aprendizado constante e ajustes cuidadosos para que os erros no caminho se tornem lições e não barreiras intransponíveis.

Portanto, um desafio da governança de TI é estabelecer mecanismos de acompanhamento constante de projetos que preveja esse aprendizado e consiga fazer com que os processos envolvidos passem por melhoria contínua, com base nos resultados mensurados.

Governança de TI como ferramenta estratégica

A governança de TI é uma ferramenta estratégica fundamental para a gestão de uma empresa. A tecnologia hoje é essencial para a geração de valor em negócios de todo tipo e as organizações capazes de utilizar melhor os seus recursos tecnológicos conseguem dominar seus mercados.

E com a TI afinada e direcionada para os mesmos objetivos que a empresa como um todo, o desempenho dela é potencializado. É com a governança de TI que os gestores conseguem alinhar a TI aos negócios e explorar melhor modelos produtivos disruptivos, estruturas mais enxutas e resultados maximizados pela tecnologia.

Implementar a governança de TI pode não ser uma tarefa simples, mas este é o melhor caminho para um aproveitamento maior da tecnologia e a obtenção de resultados relacionados a ela.

E agora que você aprendeu mais sobre o papel da governança de TI e porque ela é fundamental para garantir o sucesso de uma organização, aproveite para assinar nossa newsletter e ficar por dentro dos melhores conteúdos de tecnologia da informação e gestão de processos. Esperamos você!

No Comments Yet.

Leave a comment