Gestão de custos e cloud computing: como reduzir gastos com esse recurso?

É possível unir gestão de custos e cloud computing? Cada vez mais, as empresas têm buscado na tecnologia meios para se manterem competitivas sem que seus custos sejam comprometidos. A crise econômica exigiu o uso de mecanismos para reduzir gastos e garantir o melhor aproveitamento possível de recursos corporativos.

Nesse sentido, a computação em nuvem ganhou destaque. A tecnologia permite que organizações agreguem valor aos seus serviços, diminuam os riscos, melhorem a mobilidade operacional e tenham mais produtividade sem aumentar os gastos. Na maioria dos casos, há inclusive uma eliminação de despesas.

Quer saber como isso ocorre? Veja, abaixo, os fatores que levam as empresas a terem uma melhor gestão de custos com cloud computing!

Ganho de mobilidade

A mobilidade é um fator-chave no cenário atual. Com a necessidade de eliminar gastos e garantir que o negócio mantenha um tempo rápido de resposta para as demandas do mercado, a criação de rotinas de trabalho flexíveis passou a fazer parte do dia a dia de muitas companhias. Além disso, o número de profissionais que precisa solucionar problemas em viagens nunca foi tão grande.

Assim, manter as despesas controladas é um desafio para muitas empresas. Justamente por isso, a integração da política de gestão de custos e da cloud computing no ambiente corporativo pode ser uma boa ideia: na nuvem, a companhia é capaz de se manter operacional mesmo que seus times estejam longe do local de trabalho.

Ao investir em uma solução do tipo, a organização garante que seus times tenham a mobilidade necessária para executar as rotinas no nível de qualidade exigido pelo mercado atual. Recursos como arquivos, aplicativos e demais soluções de TI podem ser utilizados em qualquer local com acesso à web.

Isso elimina a necessidade de uma equipe estar alocada no ambiente corporativo para executar qualquer tarefa. Dessa forma, a empresa reduz gastos com transporte e garante mais motivação a seus profissionais: engajados, os times conseguirão entregar resultados muito melhores sem o uso de tantos recursos.

Suporte mais ágil ao usuário

Problemas de performance podem afetar qualquer negócio, independentemente da qualidade de seus processos de manutenção e gestão de TI. Nesse momento, o suporte dado aos usuários será crucial para reduzir o impacto causado por uma falha — quanto mais preparado o time de apoio for, mais rapidamente o problema será mitigado e, consequentemente, menor será o prejuízo.

Por isso, manter um time de suporte preparado para eliminar problemas de maneira ágil é algo que faz parte de qualquer rotina de gerenciamento de gastos. Unificando a gestão de custos e a cloud computing, a empresa pode garantir que as falhas sejam solucionadas com o apoio de um time bem preparado.

Atualizações simplificadas

A rotina de atualizações é um processo complexo para muitas empresas. Há a necessidade de adquirir novas licenças, realizar testes de compatibilidade e alocar recursos na migração do sistema para a nova versão.

Sem contar que, em alguns casos, a companhia terá de interromper parte de suas operações, reduzindo os índices de produtividade internos. Tudo isso gera um custo operacional para o negócio — algo que, por vezes, chega a atrasar a realização do update.

Mas, ao migrar para a nuvem, esses problemas são eliminados. A validação e a instalação da nova versão do software é um processo simples e ágil: com alguns cliques, o gestor de TI pode liberar a nova versão aos usuários assim que ela é avaliada. Como o sistema não é executado localmente, os problemas de compatibilidade são facilmente mitigados.

Maior foco nas rotinas críticas

Ter um foco maior nas rotinas críticas é outro benefício gerado pela união entre a política de gestão de custos e a cloud computing. Quando o empreendimento investe na nuvem, os profissionais de TI podem direcionar mais recursos operacionais aos projetos internos e à prestação de serviços.

Isso só é possível porque, na nuvem, as rotinas de manutenção e gestão de TI da infraestrutura de cloud computing são responsabilidades do prestador de serviços. Dessa forma, processos como o monitoramento de segurança, a gestão de TI, o backup de dados e a atualização de softwares deixam de ser conduzidos pelos times internos.

Tal panorama afetará os gastos da empresa de duas maneiras. Primeiramente, o time de TI pode ser reduzido, o que elimina parte dos investimentos em recursos humanos.

Em segundo lugar, a companhia terá a chance de aproveitar melhor os recursos operacionais disponíveis. Como consequência, ela será capaz de executar mais rotinas com um menor uso de recursos, ou seja, os profissionais de TI podem manter o setor funcional com investimentos menores.

Pagamento sob demanda

O pagamento sob demanda é o principal ponto da computação na nuvem que auxilia a empresa a eliminar gastos operacionais. A possibilidade de pagar apenas por aquilo que o negócio utiliza torna o orçamento mais preciso e conectado às necessidades do empreendimento. Assim, os desperdícios são rapidamente eliminados.

Um exemplo que podemos dar é a contratação de aplicações de gestão corporativa pelo modelo de licenciamento SaaS (Software as a Service, em inglês, ou Software como Serviço, em uma tradução direta). Nesse caso, a companhia pagará uma assinatura mensal para cada usuário ativo.

Isso elimina a necessidade de pagar por uma licença completa de uso do software, já que o valor da assinatura corresponde a uma fração do que seria uma solução integral. Se um usuário cancelar seu cadastro, o gasto referente à licença que ele tinha é eliminado automaticamente. Assim, o negócio deixa de arcar com a despesa de algo que não é usado.

Outra tática que pode auxiliar a empresa a eliminar gastos, unindo gestão de custos e cloud, é o investimento em serviços terceirizados. Tal iniciativa flexibiliza a rotina, permitindo que os times sejam mais escaláveis e econômicos.

Quer descobrir como isso acontece na prática? Então, saiba mais sobre a aplicação do outsourcing de TI como estratégia de negócio!

No Comments Yet.

Leave a comment