Conheça 5 principais erros na gestão da TI

A gestão de TI desempenha hoje um papel fundamental para qualquer empresa que visa ter sucesso comercial. A transformação digital fez com que o bom trabalho no setor possa gerar importantes diferenciais competitivos. Por outro lado, erros na gestão da TI podem causar prejuízos significativos.

Por isso, é preciso estabelecer estratégias para realizar uma gestão eficiente, com foco no core business, mas sem perder de vista as possibilidades de inovação.

Isso pode parecer um desafio, já que cada empresa tem sua própria dinâmica interna. Sendo assim, mostraremos aqui os 5 principais erros na gestão da TI que você deve evitar. Confira!

1. Não avaliar diferentes fornecedores

É inegável que há benefícios em manter uma relação duradoura e saudável com seus fornecedores. A comodidade de contar com um parceiro já conhecido pode muitas vezes se mostrar o cenário ideal, mas isso pode ser uma armadilha que compromete o desempenho da equipe de TI.

O comportamento natural de um fornecedor é tentar se expandir dentro do seu ambiente. Por mais que muitos ofereçam pacotes interessantes e bons serviços, em pouco tempo eles acabam tomando controle demais da infraestrutura de TI e se tornando insubstituíveis. Esse é um cenário extremamente perigoso, já que sua empresa pode se tornar incapaz de uma reestruturação sem muitos efeitos colaterais.

Por isso, não perca de vista quais são os objetivos e a arquitetura desejada para a infraestrutura de TI. Mantenha parcerias eficientes, mas sem permitir que as decisões saiam do seu raio de alcance.

Quem deve determinar os rumos estratégicos da sua equipe é você, de acordo com os objetivos da administração da empresa.

2. Não se manter atualizado

Um problema que costuma estar relacionado com a utilização de um único fornecedor é a falta de inovação. Assim como diversas outras áreas do mundo empresarial, a TI está em constante metamorfose — tendências surgem e desvanecem o tempo todo, criando oportunidades para o crescimento por meio da inovação.

Não estamos falando apenas da implementação de ferramentas mais sofisticadas para agilizar a execução de processos. Estratégias e metodologias também passam por renovações e movimentos de substituição. Um erro comum na gestão de TI é não estar atento ao panorama do setor, deixando passar oportunidades que poderiam elevar o patamar de qualidade da empresa e de seus produtos.

Mais do que isso, não se manter atualizado pode fazer com que o desempenho da sua empresa sofra quedas progressivas ou abruptas. Enquanto o gestor procura por falhas nos processos para amenizar os danos, ele não percebe que, na verdade, o problema é que o mercado está indo em frente e a sua empresa está parada no tempo.

3. Trabalhar com um planejamento inadequado

Por mais que seja um dos processos mais básicos, o planejamento costuma apresentar erros na gestão da TI. É exatamente o fato de ser algo simples que causa uma série de problemas ligados a ele. Afinal, toda a performance de TI tem como base aquilo que é estabelecido por esse documento.

Desde o mapeamento dos processos até a definição de um cronograma, é preciso tomar como base os objetivos estratégicos da empresa. O planejamento deve apontar meios de execução das tarefas, definir prazos e responsáveis, apresentar metas e estabelecer indicadores para o monitoramento.

Grosso modo, o planejamento constitui um mecanismo que relaciona a performance da TI ao core business da empresa — além de fornecer meios para que o gestor tenha controle da situação e facilitar a identificação dos pontos a serem melhorados.

A depender da empresa, elaborar um planejamento pode ser fácil, mas de forma alguma deve ser algo tratado como trivial. Os impactos de sua eficiência (ou a falta dela) serão sentidos em toda a empresa.

Um bom exemplo de prejuízo causado por falhas nesse processo é a incapacidade da equipe de TI de atender adequadamente todos os funcionários, deixando-os com problemas não resolvidos.

4. Negligenciar a questão da segurança

Com a importância cada vez maior de uma atuação eficiente no ambiente digital, a cibersegurança tem sido um assunto cada vez mais discutido no mundo corporativo. Ao mesmo tempo em que a internet, as redes sociais e os smartphones oferecem novas oportunidades para as empresas, os riscos relacionados à presença nesses meios também se mostram maiores.

Um erro muito comum de gestores é ignorar essa situação, acreditando que a infraestrutura de TI de suas empresas está alheia aos problemas noticiados diariamente. Os números mostram exatamente o contrário: os sequestros de dados por meio de ataques ransomware em maio de 2017, por exemplo, causaram prejuízos estimados em mais de 5 bilhões de dólares!

O Brasil é o país da América Latina que mais sofre ataques desse tipo. O resultado pode ser a queda de um servidor, a perda de dados sigilosos e até mesmo a quebra da empresa. Por isso, é essencial estar atento ao nível de seriedade desse assunto.

Estabelecer uma política de segurança da informação e investir em soluções que realmente protejam sua infraestrutura de TI (internamente ou na nuvem) são ações fundamentais. Crie também o hábito de se manter atualizado em relação aos novos riscos e conscientize os funcionários sobre a importância do engajamento de todos nessa questão.

É com uma estrutura sólida de segurança e com a colaboração de todos que a sua empresa se manterá longe de situações indesejadas.

5. Fazer uma gestão ruim de pessoas

Dada a importância de um desempenho de excelência da equipe de TI para que a empresa realmente alcance seus objetivos, é crucial dar a devida atenção à gestão de pessoas. Não é raro encontrar gestores que acreditam que seu time pode render muito simplesmente porque conta com profissionais qualificados e experientes.

Em um setor de tamanha dinamicidade, é preciso desenvolver formas de guiar a performance do time em direção aos objetivos da empresa. Isso exige, por exemplo, boas contratações, treinamentos de qualidade, reuniões para alinhamento dos objetivos coletivos e das metas individuais, acompanhamento dos projetos etc.

Manter a equipe atualizada é algo insubstituível. Da mesma forma, é preciso trazê-los para perto dos objetivos da empresa, mostrando o que você espera de cada um e fornecendo meios para que isso seja realizado. Vale ainda um destaque especial para a questão da comunicação.

Alguns gestores oferecem toneladas de informação, mas ignoram a importância de disponibilizar canais para que os funcionários possam ir até ele. Em uma área na qual encontram-se diferentes perfis profissionais — desde a formação até as características mais pessoais de cada um —, pode haver problemas não identificados no dia a dia.

O gestor deve mostrar aos membros do time que ele é acessível e mantém ouvidos abertos para dúvidas e sugestões. O crescimento do desempenho do time exige atenção para solucionar problemas, dando suporte a quem mostra dificuldade. Da mesma forma, é preciso lembrar que, por estarem com a mão na massa, os funcionários podem levantar questões de extrema relevância para a melhoria dos processos.

Por isso, desenvolva uma gestão de pessoas eficiente, engajando o time em seus objetivos e estabelecendo formas de medir o desempenho de cada um. Assim, a gestão de TI aproximará o funcionamento da equipe e a estratégia da empresa. Coloque essas dicas em prática e veja você mesmo os resultados!

Agora que você conhece os principais erros na gestão da TI, entenda o que é governança de TI em 3 modelos!

No Comments Yet.

Leave a comment