Entenda a importância de ter um painel de indicadores para o seu setor

Manter o controle das ações e resultados de uma empresa pode ser uma missão mais simples a partir do momento em que os gestores utilizam dashboards. Esses painéis de indicadores têm ajudado diferentes setores de diversas organizações a compreenderem melhor quais caminhos seguir.

Em vez de tomar decisões baseadas apenas na experiência profissional ou no feeling, os profissionais que recorrem aos dashboards passam a planejar ações bem embasadas e que proporcionam a expansão dos negócios.

Neste artigo, explicaremos como o painel de indicadores pode ser utilizado para analisar diferentes momentos da empresa e de que forma impactam os resultados de uma organização. Ainda serão dadas dicas para organizar esses painéis de forma clara e objetiva, a fim de fornecer as informações primordiais para os gestores.

A importância para o setor e profissionais

Dashboards são painéis de indicadores que apresentam os principais números e gráficos compilados numa única tela, com fácil acesso, manuseio e visualização. Por meio deles, as informações são organizadas com um design interativo, proporcionando subsídios para melhores tomadas de decisões.

Os dashboards podem ser utilizados para análises de dados em diferentes momentos da empresa. A princípio, é como olhar no retrovisor e saber o que aconteceu, como e o porquê. Observar o passado é importante para a percepção do cenário da organização e entender, por exemplo, as causas de uma baixa ou alta produtividade.

Num segundo momento, os gestores podem recorrer ao painel de indicadores para analisar o presente da organização e compreender quais ações devem ser tomadas em curto prazo. Esse é um importante passo para projetar o futuro da empresa e entender o que acontecerá se não houver medidas imediatas.

Com base nessas duas perspectivas — avaliações de passado e presente da organização —, é possível fazer prospecções para o alinhamento diante de uma situação específica do setor e, se necessário, reorganizar o planejamento.

Em suma, o painel de indicadores pode ser comparado a um painel de avião, com diversas informações sobre o voo. Numa empresa, esse cockpit reúne os dados mais básicos para pilotar os negócios. Acompanhe a seguir como um gestor poderá planejar seu plano de voo.

Como formar um painel de indicadores

Ao organizar um dashboard, é preciso ter em mente que cockpits têm de ter informações confiáveis. Mais do que reunir diversos dados, esse painel deverá apresentar o que é realmente importante para quem o utilizará. Assim, a análise será mais clara, o que tornará mais fácil identificar quais medidas devem ser tomadas.

Não há regras que determinem quantos indicadores devem ser apresentados num dashboard. No entanto, os especialistas em análises desses painéis indicam que seis métricas são suficientes para fornecer os subsídios necessários a qualquer gestor.

O que evitar

Quando um dashboard apresenta um grande volume de indicadores é imposta uma série de problemas. O primeiro deles é a dificuldade de hierarquizar as informações e ter clareza sobre quais são as mais importantes. Também cresce a possibilidade de que a diversidade de métricas a serem analisadas e a dificuldade de interpretá-las passe a gerar desinteresse.

Além de evitar muitas informações, é importante que haja critério sobre como essas métricas serão apresentadas. Um indicador que gere muitas interpretações prejudicará a elucidação do cenário organizacional. O indicador deve falar por si só.

Para ser iniciada a análise a partir de um dashboard, é aconselhável que seja mantida a simplicidade. Para o setor financeiro, por exemplo, é indicado iniciar apenas com informações básicas como faturamento e curva de despesa. Posteriormente, esse painel pode ser incrementado. O segredo é começar simples e evoluir rápido.

Os impactos gerados pelo painel de indicadores

Os dashboards atuam como ferramentas de otimização de processos. Eles podem ser usados para entender melhor a cadeia produtividade, traçar planos e definir novas metas. São úteis para os gestores terem mais clareza de onde estão os gargalos e os pontos de esforços.

No mercado atual, a maioria das empresas tem vasta quantidade de dados — 90% de todas as informações do mundo foram geradas a partir de 2010. Todavia, um dado por si só não agrega valor ao negócio. Esse número pode ser importante, mas sem a devida análise não será capaz de gerar ação tática ou estratégica.

O grande desafio é transformar o dado em informação. Inicialmente, é preciso identificar como o dado é gerado e como ele é arquivado. Num segundo momento, é necessário ter inteligência para que o dado seja trabalhado e gere a informação para quem realmente precisa analisá-la. Com a ajuda de um dashboard, esse processo deixa de ser gerado por feeling, como já foi costume na cultura organizacional no Brasil.

Os benefícios do dashboard

Modificar a cultura das empresas e fazer com que os stakeholders entendam as importâncias de um painel de indicadores não é uma missão simples. Porém, a partir do momento que as equipes passam a utilizar os painéis, os processos são modificados de tal forma que todos estejam habituados a uma nova forma de pensar e analisar os negócios. Além do aumento de produtividade, alguns benefícios são imediatamente perceptíveis:

Decisões mais rápidas e inteligentes

Em alguns setores, os dados mais importantes se manterão inalterados. Ao integrá-los em uma tela com fácil entendimento, as discussões e interpretações geram melhores insights. A sobrecarga de informações é evitada e as decisões se tornam mais inteligentes.

Todos numa mesma página

Com todos os colaboradores e gestores diante do mesmo conjunto de dados e mesmas métricas, as equipes podem trabalhar em conjunto para atingir objetivos comuns, em vez de seguir diferentes direções orientadas por diferentes números.

Acompanhamento de progresso

Com as mesmas métricas mensuradas consistentemente ao longo do tempo, os esforços são representados pelas melhorias indicadas no dashboard. Como resultado do aumento de produtividade, cresce também a motivação das equipes.

Para administrar todos os dados gerados por uma empresa, mesmo com a utilização de um painel de indicadores, é importante que os processos sejam integrados em um command center.

Para solucionar os desafios informados no seu dashboard, é importante fazer uma boa gestão de incidentes de TI. Acesse o nosso Guia definitivo e aprenda a lidar com esses incidentes:

banner de ebook gratuito com o título de "guia definitivo de gestão de incidentes de TI".

Aprenda a lidar com os incidentes de TI e Proteja seu negócio de problemas mais sérios

Gostou das informações sobre o uso de dashboards? Assine nossa newsletter e receba posts como este diretamente na sua caixa de entrada!

No Comments Yet.

Leave a comment

Ei, espera ai!

Separamos um ebook gratuito que trará dicas de como otimizar a sua Gestão de Incidentes de TI.
Confira abaixo!

Ei, espera ai!

Separamos um ebook gratuito que trará dicas de como otimizar a sua Gestão de Incidentes de TI.
Confira abaixo!