Command center: como o BI pode melhorar seus processos

Não é à toa que o período em que vivemos atualmente é conhecido por "era digital". Seja no âmbito profissional, seja no pessoal, a tecnologia já é parte essencial das nossas vidas, gerando uma quantidade exponencial de dados e informações disponíveis.

Só para se ter uma ideia, 90% de todas as informações e dados do mundo foram gerados de 2010 até os dias de hoje. O resultado disso é uma quantidade inimaginável de informações valiosas disponíveis para o sistema de BI de negócios de todos os ramos.

Dados capturados pela internet, interações com consumidores, histórico de compras, acesso a websites e por uma variedade de outras fontes podem ser organizados, analisados e usados para ajudar empresas a melhorarem seus processos.

Contudo, enquanto possuir a informação em si for realmente importante, é ainda mais essencial  focar em como esses dados são gerenciados. E é aí que entra o command center. Mas, antes, é preciso falar um pouco de inteligência de negócios.

Como um sistema de BI pode te ajudar?

A inteligência de negócios (do inglês Business Intelligence — BI) é um processo pelo qual a tecnologia é usada para analisar e refinar grandes quantidades de dados capturados, a fim de extrair conclusões confiáveis que podem então ser usadas por líderes empresariais para tomar decisões de negócios mais bem informados.

Em outras palavras, o BI é uma técnica aplicada nas organizações com o objetivo de manter os gestores por dentro de informações cruciais para aumentar o potencial competitivo da empresa. Esses dados servem para mostrar o desempenho da organização no mercado, assim como um panorama do cenário em que a empresa está inserida, auxiliando no desenvolvimento do negócio.

O que é command center e como ele se relaciona com o BI?

No passado, as organizações precisavam lidar com uma fonte escassa de dados, vindas de diferentes lugares, que não conversavam entre si. Atualmente, as bases de dados para inteligência de negócios aumentaram, mas cresceram também o número de fontes disponíveis para colher informações e levá-las à empresa.

É para resolver esse problema e otimizar a análise de dados que surgiu o command center. Ele nada mais é do que um ambiente que possibilita integrar todos essas informações importantes para a tomada de decisão da empresa e exibi-las em um só sistema, permitindo que o monitoramento possa ser feito de maneira intuitiva e em tempo real.

O que pode ser visualizado com o auxílio de um command center?

Traduzido do inglês, command center significa "centro de comando". O nome foi dado porque assim como nos centros de comando, essa ferramenta é usada para fornecer a centralização das informações críticas e das decisões da empresa.

O command center permite observar em tempo real dados e indicadores importantes para áreas críticas da empresa, tais como:

  • monitoramento de mídias sociais: um dos usos mais difundidos dos command centers, que permite acompanhar tudo que está sendo dito para e sobre a empresa nas mídias sociais e reagir rapidamente às crises e interações;
  • acompanhamento do NPS: Net Promoter Score é uma metodologia que tem o objetivo de realizar a mensuração da satisfação e fidelidade dos clientes de uma companhia. Criado por Fred Reichheld, nos EUA, o NPS pode ser monitorado em tempo real com o uso de um command center que reúna todas as informações de consumo, reclamações, entre outros dados;
  • gestão de força de vendas: o BI está bastante ligado ao departamento comercial e à gestão da força de vendas. A forma como os clientes compram, os produtos mais escolhidos, o período de duração das transações e o perfil do cliente são alguns dos dados que, quando bem analisados, empoderam a atuação do vendedor e melhoram os resultados.

Por que eu preciso de um command center?

Vamos pensar no exemplo de uma loja de roupas que faça o lançamento de uma promoção para vender vestidos. Imagine que essa empresa está monitorando suas mídias sociais, à procura das repercussões geradas pela promoção.

A partir dos dados coletados, será possível saber quem são os clientes mais interessados no produto em promoção, onde esses clientes moram, qual o gênero deles, qual é a sua classe social, entre outras informações importantes.

De posse desses dados, a loja de roupas poderá fazer uma avaliação do que precisa ser alterado para melhorar o alcance das próximas promoções e, principalmente, terá em mãos informações riquíssimas sobre quem é o seu público consumidor para, a partir disso, criar um relacionamento sólido com ele e investir em uma comunicação mais personalizada e assertiva para cada uma dessas pessoas.

Em suma, entre os benefícios do monitoramento para o seu negócio estão a percepção de oportunidades de mercado, a identificação de melhorias em produtos/serviços e ações de marketing e a construção de um relacionamento sólido com o seu público.

Nessa lista, podemos incluir, ainda, a identificação de influenciadores da marca, que podem ajudar bastante na divulgação espontânea da empresa, e o gerenciamento de crises, já que o monitoramento auxilia na identificação de reclamações que podem viralizar na rede.

Como construir um command center na minha empresa?

Uma visão ampla de todos os componentes da venda e da relação com o mercado por meio da inteligência de negócios permite aos gestores enxergarem com clareza quais esforços trarão mais resultados para a empresa. Para isso, é preciso:

  • fazer o levantamento das necessidades informacionais, entendendo quais dados são valiosos para os departamentos da empresa e precisarão ser coletados;
  • mapear as fontes de dados, identificando como e por quais ferramentas as informações serão coletadas (PDV, aplicativos de celular, pesquisas de satisfação, website, etc.);
  • construir a solução BI, definindo como o processo ocorrerá, desde a coleta de dados pelas fontes definidas, passando pela geração de relatórios e tomada de decisão, até os direcionamentos repassados à força de vendas;
  • investir na qualidade dos dados, com ferramentas que tragam informações assertivas, padronizadas e frequentemente atualizadas e que permitam a visualização completa dos dados em um mesmo sistema.

Um command center para sua empresa é desenvolvido em ambiente planejado a partir da análise das especificidades do negócio, do entendimento sobre suas necessidades, de quais informações você precisa dispor e de como prefere que esses resultados sejam visualizados.

Assim, ele deve refletir a realidade da empresa e as necessidades específicas do sistema de BI, com o objetivo de que ela passe a decidir de maneira mais ágil, antevendo situações futuras.

Curtiu nosso post? Já tinha algum conhecimento sobre command center e BI? Comente abaixo e compartilhe suas experiências conosco!

No Comments Yet.

Leave a comment